Porque exportar o melhor e ficar com o pior?

IMPORTAR CULTURA PARA EXPORTAR RIQUEZA

Difícil explicar o que é importar cultura para exportar riqueza. Que título penso eu.

É isso que fazemos a muitos e muitos anos, importamos cultura e exportamos nossas riquezas.

Não estamos sós, muitos países fazem isso, mas como tudo que Brasileiro pega com gosto para fazer, fazemos com perfeição.

IMPORTAR CULTURA

Falando um pouco de história, todos sabemos que fomos colonizados por Portugal! Logo o início cultural de nossa pátria foi baseado na cultura Portuguesa.

Claro que houve miscigenação com índios, negros, holandeses, franceses, espanhóis e demais povos com o passar do tempo.

Mas a pior parte que adquirimos em nosso modus vivendi foi entregar muito por pouco, receber coisas ruins e dar as boas.

Aprofunde-se mais lendo sobre o fato de o primeiro “ministro da justiça” do Brasil ter sido condenado pelo Rei de Portugal por corrupção – trata-se de Pero Borges.

Passados muitos anos após 1908 aproximadamente passamos a importar cultura americana e diga-se de passagem após a segunda grande guerra nos especializamos nisso.

Não obstante quando a única pessoa que tentou criar cultura própria, cometeu “suicídio” – trata-se de Getúlio Vargas.

Não nos confunda com esquerda/centro/direita pois somos apolíticos (no sentido de visão política) e sabemos que Vargas cometeu grandes erros mas foi o único que verdadeiramente tentou criar cultura.

Lembre-se que cultura não depende de produtos importados, linguagem ou qualquer coisa material! A cultura é imaterial que sofre influência indireta de coisas materiais e isto anda lado a lado como nós somos hoje.

O fato de sermos importadores de cultura treinados e acostumados com isso passando de pai para filho, chegamos em um estado onde aceitamos tudo passivamente! Falemos sobre isso.

EXPORTAR RIQUEZA

Falando de produtos, vamos a um produto básico como exemplo mas antes genericamente daremos ênfase aos tipos de produtos categorizados.

Produtos de consumo humano comercialmente são qualificados como:

  • Tipo C;
  • Tipo B;
  • Tipo A;
  • Tipo S.

O tipo C é o consumido pela maioria dos Brasileiros e vou citar para nossos queridos leitores o limão como produto de exemplo! O limão taiti do tipo C é o que tem na maioria dos supermercados, mercados municipais e feiras.

Este limão do tipo C é caracterizado por:

  • Casca grossa e cheia de poros e escuro;
  • Pouco caldo (devido aos alvéolos cítricos secos);
  • Pequenos (e com tamanhos irregulares).

Já o limão do tipo B é encontrado em supermercados de grande porte, geralmente chamados de Hipermercados. Este limão do tipo B é caracterizado por:

  • Casca fina mas não perfeitamente lisa e cor irregular;
  • Caldo regular em quantidade;
  • Tamanho irregular;

O limão do tipo A é encontrado em locais gourmetizados ou supermercados de alta qualidade e exigência, tomo a liberdade de citar aqui o PÃO-DE-AÇÚCAR como exemplo.

O limão A é caracterizado por:

  • Casca fina, brilhosa e com verde de tom mais claro;
  • Caldo abundante;
  • Tamanho regular;

Já o limão taiti do tipo S, pouquíssimo conhecido pelos Brasileiros caracteriza-se por:

  • Casa fina, brilhosa, verde claro e firme ao segurar;
  • Caldo extremamente abundante;
  • Tamanho extra-grande (chegando ao tamanho de uma laranja);

Usado para exportação, por isso pouco conhecido pelos Brasileiros.

TIPO S  = EXPORTAÇÃO

Para exportar existem vários pré-requisitos a serem preenchidos, seja sanitário, qualidade, tempo de conservação, controle de qualidade! Os produtos precisam atender um PADRÃO de exigência do mercado externo.

Me pergunto, já que pagamos tão caro porque nossos produtos são tão ruins?

Porque preferimos importar cultura para exportar riqueza. Que tal começarmos a criar padrão de consumo no mercado nacional?

Não falo de regulamentação e sim da própria população acordar e agir.

Ah e antes que me esqueça o significado do tipo S é ESPECIAL (SPECIAL do inglês) e somente pessoas especiais utilizam destes produtos.

Sim, não somos especiais para quem nos governa e os tipos de produtos se aplicam a qualquer produto produzido internamente.

 

Este texto é escrito em modo copyleft, fique livre para compartilhar, editar, citar.

Quer baixar em PDF? Clica aqui

 

Aproveita e leia também: AMENIZAR A FOME NO BRASIL

Deixe uma resposta